Se não conseguir ler este email, carregue aqui para abrir no seu browser.
4 de dezembro de 2021
Text
 
Text

À conversa com…

À conversa com…

Entrevista a Lucien Pierre, Presidente da Associação dos Farmacêuticos de Moçambique

Text
A AFPLP entrevistou o Presidente da Associação dos Farmacêuticos de Moçambique (AFARMO), e esteve à conversa sobre os temas da atualidade em Moçambique. Entre os maiores desafios da profissão farmacêutica, o contributo dos farmacêuticos durante a pandemia de COVID-19, e um olhar para o futuro, Lucien Pierre partilha a sua visão do setor farmacêutico em Moçambique. 

Leia a entrevista na íntegra aqui.
 
Text

Eventos nos países da AFPLP

Text

ANGOLA
Eventos nos países da AFPLP

Criação da Agência Reguladora de Medicamentos de Angola (ARMED)

O governo angolano criou a Agência Reguladora de Medicamentos e Tecnologias de Saúde (ARMED), entidade que será responsável pela regulação, regulamentação, licenciamento e fiscalização no domínio dos medicamentos de uso humano e tecnologias da saúde.

O diploma, publicado a 1 de junho de 2021 no Diário da República, indica que a nova entidade representa um reforço dos sistemas regulatórios e visa adequar a legislação farmacêutica nacional à Lei Modelo da União Africana sobre a Regulação dos Produtos Farmacêuticos, aprovada em janeiro de 2016. O mesmo diploma prevê a extinção da Direção Nacional de Medicamentos e Equipamentos do Ministério da Saúde. A recém-criada ARMED está sujeita à superintendência do Departamento Ministerial responsável pelo setor da Saúde.

Leia a notícia completa aqui.
Text

BRASIL
Eventos nos países da AFPLP

Conselho Federal de Farmácia Plenária debate qualidade do ensino farmacêutico

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) realizou, dias 24 e 25 de junho, a sua 506° Reunião Plenária Ordinária. Durante esses dois dias, foram apresentadas, debatidas e deliberadas decisões dos conselheiros federais sobre a atuação do farmacêutico em suas diversas áreas. Na agenda de trabalho esteve a apresentação do projeto de Qualidade Educacional Farmacêutica; exposição sobre cursos de graduação; debate sobre o Projeto de Lei 5443/2019, relativo à prescrição farmacêutica, do deputado federal Eduardo Bismarck; e discussão sobre a participação de diretores e conselheiros durante a fiscalização do exercício profissional.

Leia a noticia completa no site oficial do Conselho Federal de Farmácia
Text

CABO VERDE
Eventos nos países da AFPLP

OFCV organiza Assembleia Geral online

A Ordem dos Farmacêuticos de Cabo Verde (OFCV) realizou no dia 10 de junho de 2021, às 15h00, via Zoom, a sua sexta reunião de Assembleia Geral.

A agenda de trabalhos da sexta Assembleia Geral da OFCV incidiu sobre o Plano de Atividades e Orçamento para o ano de 2021, os Relatórios e Contas de 2020, a apresentação do Regulamento e demais documentos relativos ao funcionamento do Conselho Jurisdicional e ainda, um ponto para a inscrição de assuntos diversos.

Visando garantir a segurança dos profissionais farmacêuticos, tendo em conta a situação atual de pandemia causada pela COVID-19, a reunião decorreu online, com recurso a uma plataforma de reuniões virtuais.

Com esta inovação, à semelhança da 5ª Assembleia Geral, foi possível a participação dos farmacêuticos inscritos oriundos dos diversos concelhos do país, bastando para tal estar conectado à internet e aceder ao link da reunião para ingressar na mesma com os respetivos dados de acesso.
Text

GUINÉ-BISSAU
Eventos nos países da AFPLP

Profissionais de saúde da Guiné-Bissau recebem formação em Suporte Básico de Vida

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) de Portugal formou 40 profissionais de saúde na Guiné-Bissau no âmbito de uma parceria com a Organização Mundial da Saúde e com o Alto-Comissariado para a Covid-19, anunciou a 13 de julho a agência das Nações Unidas.

Em comunicado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que o INEM formou 40 profissionais de saúde de várias regiões sanitárias da Guiné-Bissau em Suporte Básico de Vida e Desfibrilhação Automática Externa.

“A equipa, composta por cinco especialistas do INEM, designadamente um médico, um enfermeiro e três técnicos de emergência pré-hospitalar, chegou à Guiné-Bissau no dia 03 de julho e até dia 08 de julho formou 40 profissionais de saúde de várias regiões sanitárias do país em SBV-DAE”, pode ler-se no comunicado.

O Alto-Comissariado para a Covid-19 da Guiné-Bissau e os parceiros internacionais apresentaram recentemente a rede integrada de ambulâncias, que estão equipadas com Desfibrilhação Automática Externa.

“Agora, com o conhecimento específico na utilização do desfibrilhador, assim como das diversas práticas de salvamento, os profissionais de saúde vão poder fazer a diferença na vida das pessoas […], tanto no serviço pré-hospitalar como inter-hospitalar”, disse Mie Okamura, assessora de planeamento da OMS.
Text

MOÇAMBIQUE
Eventos nos países da AFPLP

Cooperação Portugal-Moçambique prevê estímulo pós-pandemia

O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação português, Francisco André, disse a 5 de julho passado, que o Programa Estratégico de Cooperação 2022-2026 com Moçambique vai centrar-se no "estímulo" à recuperação pós-pandemia, dando expressão ao "excelente relacionamento" bilateral.

Francisco André apontou as prioridades do próximo acordo-quadro de cooperação entre Portugal e Moçambique, numa declaração que leu à imprensa, após um encontro com o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação moçambicano, Manuel Gonçalves.

Leia mais aqui.
Text

PORTUGAL
Eventos nos países da AFPLP

Ema Paulino é a nova Presidente da Associação Nacional das Farmácia de Portugal

A farmacêutica comunitária Ema Paulino tomou posse como presidente da direção da Associação Nacional das Farmácias (ANF) para o próximo triénio. “Hoje é um dia especial na minha vida”, admitiu a farmacêutica ao abraçar o que considera ser um desafio de “enorme exigência”, de "defesa e valorização do contributo das farmácias para o sistema de saúde".

No seu discurso de posse, a nova presidente da ANF enumerou as linhas programáticas para o mandato que agora inicia, destacando a autonomização dos universos associativo e empresarial da associação, a diversificação e atuação em novas áreas indispensáveis ou a transformação digital, lembrando a história e o caráter pioneiro do setor farmacêutico nacional na adoção da soluções tecnológicas e inovadoras, de que a automação, a prescrição e dispensa eletróncia de medicamentos ou o acompanhamento remoto da efetividade terapêutica são apenas alguns exemplos.

​Leia a notícia completa aqui.
Text

SÃO TOMÉ E PRINCIPE
Eventos nos países da AFPLP

Programa Saúde para Todos continua a revolucionar na área da telemedicina

O Programa Saúde para Todos, financiado pela Cooperação Portuguesa através do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e da Direção Geral da Saúde de Portugal, e contanto com apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (na área da Gastroenterologia), da PT Inovação / Altice Labs, da Fundação Champalimaud, e do Grupo José de Mello Saúde, entre muitos outros, realiza um novo avanço histórico na área da Telemedicina, agora com a inauguração da TeleGastro®, uma solução tecnológica pioneira que permite a avaliação gastroenterológica de pacientes, em tempo real, entre dois continentes.

Leia a notícia completa aqui.
 
Text

A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

Text

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL FARMACÊUTICA
A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

Novo Toolkit da FIP realça valor dos farmacêuticos na Reconciliação Terapêutica

A Federação Internacional Farmacêutica (FIP) publicou hoje um Toolkit para o serviço de Reconciliação Terapêutica, para apoiar os farmacêuticos a nível global na melhoria da segurança do cidadão e contribuir para o Global Patient Safety Challenge da Organização Mundial da Saúde (OMS) — “Medication without harm”. Sob este Programa de Mudança, a OMS lista as transições entre níveis de cuidados de saúde como uma das três áreas prioritárias que precisam de ação eficaz para proteger os utentes.

As transições de cuidados de saúde (como a admissão num estabelecimento de saúde, transferência de ambiente hospitalar através de uma alta clínica, e também entre diferentes prescritores em ambiente comunitário) podem causar danos ao utente devido a mudanças não intencionais na medicação ou comunicação deficiente. Uma revisão recente da Cochrane, por exemplo, descobriu que 55,9% dos utentes correm o risco de ter uma ou mais discrepâncias de medicação nas transições entre cuidados de saúde. Essas discrepâncias de medicação podem levar a doenças secundárias, internamentos hospitalares e até mortes. A reconciliação terapêutica é um processo padronizado que envolve a obtenção de uma lista abrangente de medicamentos atuais do utente e a sua revisão em relação aos medicamentos solicitados ou usados ​​em qualquer novo ambiente, para identificar e resolver quaisquer discrepâncias na frequência, via de administração, dose, esquema terapêutico e finalidade terapêutica do medicamento .

 "A reconciliação terapêutica representa um serviço fundamental em todas as transições de cuidados de saúde e, quando liderada por farmacêuticos, é eficaz na redução dos danos aos utentes relacionados com medicamentos. Com este serviço, os farmacêuticos podem aplicar o seu conhecimento sobre medicamentos para minimizar erros e otimizar o uso de medicamentos, resultando em impactos positivos no utente, resultados clínicos e económicos. A reconciliação terapêutica deve ser praticada em todos os ambientes de saúde”, disse a CEO do FIP, Catherine Duggan.

 O Toolkit da FIP sobre Reconciliação Terapêutica descreve os princípios e processos importantes que os farmacêuticos devem seguir ao prestar este serviço profissional. O documento resume as definições, o impacto e os procedimentos para a implementação da reconciliação terapêutica liderada por farmacêuticos em ambientes de saúde comunitários, e hospitalares e oferece um conjunto de ferramentas para apoiar a prática profissional.

 "A reconciliação terapêutica pode eliminar as discrepâncias de medicamentos nas transições entre cuidados de saúde, se os recursos necessários forem disponibilizados. O Toolkit da FIP também pode ser usado como um guia para informar modelos de prática e influenciar decisores e profissionais de farmácia para configurar ou remodelar processos de reconciliação terapêutica”, acrescentou Catherine Duggan.


 A FIP vai realizar um webinar gratuito sobre Reconciliação Terapêutica, com base no Toolkit, em março.

 O Documento "Medicines reconciliation: A toolkit for pharmacists” pode ser acedido aqui.


Text

A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

IMUNE.PT - plataforma digital sobre vacinação e imunização

O Imune.pt chegou! Uma plataforma digital sobre vacinação e imunização que tem como objetivo garantir o acesso a informação correta, fatual e idónea sobre o tema das vacinas, ajudando assim a que todos possam estar “imunes à desinformação”. 

Uma iniciativa do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa (IHMT – NOVA), que surge no contexto pandémico que atravessamos com o propósito de contribuir para a literacia em saúde e para a disseminação de informação por fontes verificadas. 

Trata-se de uma plataforma digital de partilha e de cooperação científica e social, em língua portuguesa, construída para chegar a todos os países lusófonos nas suas inúmeras formas de expressão, quer dentro do contexto lusófono, quer a nível internacional. 

Conheça aqui o Imune e, em caso de dúvida, já sabe, verifique: www.imune.pt/
Text

A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

MINI CIMEIRA ÁFRICA-EUROPA: “AVALIAÇÃO ÉTICA DA INVESTIGAÇÃO: DESAFIOS E OPORTUNIDADES VIVIDOS POR ESPECIALISTAS AFRICANOS E EUROPEUS”

A Mini-Cimeira África-Europa decorre no dia 25 de maio de 2021, com o tema “Avaliação ética da investigação: desafios e oportunidades vividos por especialistas africanos e europeus” (Health research and ethics assessment: challenges and opportunities experienced by African and European experts) com a presença do Projeto BERC-Luso e participação de países que integram a AFPLP.

Leia a notícia completa aqui.

Text

ANGOLA
A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

MORTALIDADE POR MALÁRIA NA HUíLA CAI DE 7.2 PARA 5.1 POR CENTO

A taxa de mortalidade por malária na província da Huíla baixou de 7.2 para 5.1 por cento, nos últimos dois meses, devido ao reforço das medidas de controlo e prevenção levadas a cabo pelas autoridades sanitárias nos municípios.

Apesar das medidas preventivas estarem em implementação há já um ano, mediante o reforço da luta anti-vetorial e identificação prévia dos locais com maior proveniência doentes, só desde abril último é que se começaram a observar os resultados do programa dirigido pelo gabinete da saúde.

Em declarações à ANGOP, nesta quinta-feira, no Lubango, a diretora provincial da Saúde, Luciana Guimarães, disse que, anteriormente, se registava uma média 10 mortos por semana, num município, número caiu para quatro e o objetivo é continuar a reduzir.

Leia a notícia completa em https://www.angop.ao/noticias/saude/mortalidade-por-malaria-cai-de-7.2-para-5.1-por-cento/
Text

BRASIL
A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

Desde há um ano, farmacêuticos brasileiros contam com site para validar receitas digitais

O site Validador de Documentos Digitais completou um ano de funcionamento. Lançado por meio de uma Live realizada no dia 22 de abril do ano passado, o portal viabilizou a prescrição eletrônica e favoreceu a troca de documentos em saúde no último ano, de forma segura, e contribuiu para evitar a propagação do coronavírus. O acesso é gratuito e disponível das versões desktop e mobile. Com ele, é possível validar prescrições médicas eletrônicas, atestados, solicitações de exames e relatórios em relação à autoria, ou seja, constatar se esses documentos foram assinados por um médico ou cirurgião-dentista habilitado e se os medicamentos foram dispensados por um farmacêutico.

Por meio desse validador é possível verificar a integridade do documento, ou seja, se não houve alteração, se foi assinado com certificado digital no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), e ainda conferir se o assinante é um prescritor com inscrição ativa junto aos conselhos de Medicina, Odontologia ou de Farmácia, e se a prescrição já foi dispensada. Na prática, o paciente passou a poder se consultar com um médico, receber a receita digital em seu e-mail ou smartphone, e encaminhar o arquivo à farmácia para a compra do medicamento prescrito, tudo isso, sem sair de casa. E, dessa forma, o farmacêutico faz a dispensação com segurança.


Text

CABO VERDE
A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

4° Congresso de Controlo da Qualidade Laboratorial para Países de Língua Portuguesa.

A cidade da Praia acolheu nos dias 16 a 18 de junho de 2021, o 4° Congresso de Controlo da Qualidade Laboratorial para Países de Língua Portuguesa.

O Congresso, coorganizado pelo Instituto Nacional de Saúde Pública de Cabo Verde (INSP) e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge de Portugal (INSA), teve como objetivo promover o debate com vista à harmonização de procedimentos e metodologias de controlo da qualidade.

Saiba mais em https://ofcv.cv/index.php/others-ofcv/409-4-congresso-de-controlo-da-qualidade-laboratorial-para-paises-de-lingua-portuguesa
Text

GUINÉ-BISSAU
A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

O Alto-Comissariado para a COVID-19 da Guiné-Bissau continua a trabalhar para aumentar a testagem no país

O Alto-Comissariado para a COVID-19 da Guiné-Bissau continua a trabalhar para aumentar a testagem no país e perceber melhor a dinâmica da pandemia. De acordo com Plácido Cardoso, secretário do Alto-Comissariado para a COVID-19, “Neste momento, ainda continuamos a ter o vírus a circular no país e estamos a trabalhar para aumentar a nossa capacidade de testagem, despistagem mais ativa, para percebermos melhor a dinâmica da pandemia”.

Leia a notícia completa aqui.
Text

MOÇAMBIQUE
A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

Pesquisador moçambicano da UFRGS desenvolve nova técnica de desinfeção de água com luz solar

​Um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Unicef mostra que 2,2 bilhões de pessoas, ou um terço da população mundial, não têm acesso a água potável. Essa preocupação motivou o pesquisador Beni Chaúque, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a buscar uma forma barata de facilitar o consumo, principalmente entre populações mais pobres.

A técnica desenvolvida por Chaúque consiste no tratamento da água com luz solar em fluxo contínuo. O método mais usual limpa 1 litro de água a cada seis horas, utilizando garrafas PET transparentes colocadas sob o sol. Na estrutura criada pelo moçambicano, com espelhos, o tempo cai para um minuto e meio, ou seja, 240 vezes mais rápido.

Nascido em Moçambique, o cientista apresentou a ideia em um projeto de mestrado e atualmente faz doutorado no Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente da UFRGS, em Porto Alegre.

Leia a notícia completa aqui 
Text

PORTUGAL
A intervenção farmacêutica e a saúde no espaço lusófono

Farmacêuticos Açorianos publicam artigo científico sobre antibióticos

Foi publicado um artigo cientifico, pioneiro a nível internacional, sobre prática farmacêutica, desenvolvido nos Açores e elaborado por farmacêuticos açorianos. Este artigo foi desenvolvido no Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, EPER, localizado na ilha de São Miguel (Açores), e tenta medir e prever o impacto socioeconómico das sobras de antibióticos orais no sistema de saúde português, e desta forma contribui também para o estudo da problemática da resistência aos antibióticos e os impactos gerados na saúde pública

O artigo publicado na revista "Drugs & Therapy Perspectives" fornece dados relevantes para a análise do sistema de saúde português e para a temática da resistência aos antibióticos, dos quais se destaca que o nível de poupança para utentes e sistema de saúde poderá ascender a perto de meio milhão de euros (434.085,85 €).

Poderá aceder ao artigo em https://rdcu.be/chhkO.
 
Text

Atualidade da Associação

Text

Atualidade da Associação

webinar AFPLP-FIP «Doenças não transmissíveis e o farmacêutico»

A AFPLP convida todos os farmacêuticos lusófonos a participar no webinar AFPLP-FIP “Doenças não transmissíveis e o farmacêutico”, que será o 6° de um ciclo de webinares conjuntos da Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa (AFPLP) e da Federação Internacional Farmacêutica (FIP) denominado “Desafios e Oportunidades para a profissão farmacêutica no espaço lusófono”, no próximo dia 21 de julho, pelas 18:00 (hora de Portugal).

Este programa de webinares, que nos tem acompanhado ao longo dos últimos meses, nasce do trabalho conjunto entre a FIP e a AFPLP, materializando o Memorando de Entendimento que foi assinado por ambas as associações em novembro do ano passado, por ocasião do XIV Congresso Mundial dos Farmacêuticos de Língua Portuguesa.

Nesta sessão, será abordada a problemática das doenças não transmissíveis como área de ação prioritária para os farmacêuticos, tanto a nível global como local.

Será abordada a perspetiva da farmacologia clínica, da carga epidemiológica destas doenças, da prioridade de intervenção quanto à sua prevenção, deteção precoce, gestão e otimização dos tratamentos, destacando a intervenção do farmacêutico neste âmbito. Será também uma oportunidade para conhecer as interessantes experiências do município de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul do Brasil e do programa de implementado em São Tome e Príncipe.

O painel contará com as ilustres participações de:

- Santos Nicolau – Bastonário da Ordem dos Farmacêuticos de Angola

- Isabel Jacinto - Membro do Policy Statement Working Group da FIP sobre o papel do farmacêutico nas Doenças não transmissíveis

- Leonel Almeida - Coordenador da Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, Brasil

- Elisabete Barros - Coordenadora do Programa Nacional de Luta contra as Doenças Não Transmissíveis, São Tome e Príncipe

Após a partilha da visão e experiência dos oradores está prevista a participação e debate por parte dos participantes sendo incentivado o envio de questões.

A inscrição é gratuita e deverá ser feito pelo formulário, cujo link abaixo se indica.

«Link de inscrição no Webinar»

Participe, e divulgue esta oportunidade.
Text

Atualidade da Associação

AFPLP disponibiliza tradução de orientações sumárias da FIP referentes ao funcionamento da Farmácia Comunitária no quadro da pandemia de COVID-19.

A AFPLP disponibiliza a tradução de uma série de orientações sumárias da FIP referentes ao funcionamento da Farmácia Comunitária no quadro da pandemia devida a COVID-19.

A tradução de documentos técnicos para português é uma das diversas áreas de interesse comum identificadas no Memorando de Entendimento assinado em novembro de 2020 entre a FIP e a AFPLP.

Esta série de documentos inclui informações e recomendações relevantes para o funcionamento da farmácia comunitária, desde a transmissão e período de incubação do vírus, operações e instalações, procedimentos, gestão de limpeza, plano de contingência, isolamento e encaminhamento de utente suspeito de COVID-19, de utilização de máscaras e aviso ao utente das farmácias.

Os documentos podem ser consultados no menu Documentos > Recursos Técnicos do site da AFPLP.
Text

Atualidade da Associação

Webinares FIP-AFPLP disponíveis no YouTube

No âmbito do Memorando de Entendimento assinado pela FIP e pela AFPLP, em novembro do ano passado, por ocasião do XIV Congresso Mundial de Farmacêuticos de Língua Portuguesa foi preparado um ciclo de webinars denominado: “Oportunidades e Desafios para a Profissão Farmacêutica no espaço lusófono”, iniciado em março de 2021.

O primeiro webinar, de 30 de março, teve como tema “O farmacêutico e a pandemia”, e contou com Helder Mota Filipe, Presidente da AFPLP, e Gonçalo Sousa Pinto, Diretor de Desenvolvimento e Transformação da Profissão na FIP, como preletores.

O webinar "Doenças transmitidas por vetores", realizado a 28 de abril, contou com os palestrantes Gonçalo Sousa Pinto, Diretor de Desenvolvimento e Transformação da Prática Farmacêutica da FIP, Josélia Frade, Assessora da Presidência do Conselho Federal de Farmácia do Brasil, Erisângela Valentim do Centro de Compras de Medicamentos Essenciais (CECOME) e João Alcântara do Programa Nacional de Luta contra o Paludismo em São Tomé e Príncipe.

A temática dos "Medicamentos Falsificados e Substandards", realizada a 26 de Maio, contou com a participação de Sulla Balikuna Muyingo, Professor no College of Health Sciences da Universidade Makerere, Kampala, Uganda, Katiza Mangueira, Diretora da Direção Nacional de Medicamentos e Equipamentos de Angola, Tania Sitoi, Diretora Geral de Farmácia de Moçambique e Ana Rita Martins, Diretora da Unidade de Inspeções do INFARMED, Portugal.

O webinar “Como começar uma organização de Jovens Farmacêuticos em início de carreira“, de 16 de junho, nasceu do trabalho conjunto entre a secção jovem da Federação Farmacêutica Internacional (FIP-YPG), a Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos (APJF) e a Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa (AFPLP). A sessão contou com a participação de Catarina Nobre, Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos (APJF), Filipa Ferreira, Secção Jovem da Federação Internacional Farmacêutica (FIP YPG), e Jorge Batista, Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa (AFPLP).

O webinar "Boas Práticas de Farmácia", que teve lugar a 30 de junho, contou com a participação de Ema Paulino, Membro do Comité Executivo e Secretaria Profissional da FIP, Eduardo Tavares, Presidente da Entidade Reguladora Independente da Saúde de Cabo Verde, e Artur Nhanengue, Diretor dos Serviços Farmacêuticos do Hospital Central de Moçambique.
Text

Atualidade da Associação

Formação AFPLP de Virologia Clínica arranca a 13 de setembro

A AFPLP irá lançar a 13 de setembro de 2021 um curso de Virologia Clínica lecionado pela Professora Catedrática Maria São José Garcia Alexandre. O principal objetivo do curso será proporcionar aos participantes uma atualização e um aprofundamento dos conhecimentos sobre as principais infeções víricas humanas. Será abordado o poder patogénico dos vários vírus, os aspetos clínicos e epidemiológicos das várias infeções, as formas prevenção, diagnóstico e tratamento.

Esta formação será de 30h distribuídas por 15 aulas, e encontra-se creditada pela Ordem dos Farmacêuticos de Portugal.

As inscrição são limitadas e poderão ser feitas a partir de 15 de julho.
Text

Atualidade da Associação

AFPLP nas Redes Sociais

No quadro da estratégia de comunicação da AFPLP, foi tomada a decisão de ampliar os meios de comunicação. Para além da revisão do site para disponibilização de mais noticias, atualizações e recursos técnicos, considerou-se pertinente estender a presença da AFPLP às redes sociais.

Em fevereiro de 2021 foram criados os perfis da AFPLP no LinkedIn e no Facebook, que contam com a participação e divulgação por parte de todos os farmacêuticos do espaço lusófono.
Text

Atualidade da Associação

ENCONTRO ENTRE AFPLP E SECRETÁRIO DE ESTADO DOS NEGOCIOS ESTRANGEIROS E DA COOPERAÇÃO DE PORTUGAL

O Presidente da AFPLP, Helder Mota Filipe e a Diretora Executiva Djamila Reis, reuniram-se com o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Francisco André. Foi ocasião para apresentar o historial da AFPLP, o Plano Estratégico e identificar áreas de colaboração.

Leia a notícia completa aqui.

Text

CABO VERDE
Atualidade da Associação

Audiência da Diretora Executiva da AFPLP com SE Presidente de Républica de Cabo Verde e atual Presidente da CPLP

A Diretora Executiva da AFPLP, Djamila Reis, foi recebida a 4 de maio em audiência por SE Presidente de República de Cabo Verde, que atualmente Preside a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), sendo a oportunidade de apresentar a Associação no que respeita à missão, visão e objetivos estratégicos. Foi ocasião para, de entre as diversas iniciativas em curso nesta fase de dinamização da AFPLP, informar sobre o processo de candidatura da AFPLP a membro Observador Consultivo da AFPLP.

SE Presidente da República reconheceu a importância da profissão farmacêutica, o valor da cooperação entre estes profissionais de saúde no quadro da AFPLP e a relevância de um alinhamento estratégico com a CPLP em matéria de políticas e estratégias de saúde. Assegurou ainda o acompanhamento do processo de candidatura da AFPLP a membro Observador Consultivo da AFPLP no tempo de vigência da sua Presidencia da CPLP.
Rua Marechal Saldanha, 1
1249-069 Lisboa
Portugal
Text
Tel: +351 935 010 490
E-mail: geral@afplp.org
AFPLP.
Não receber mais a newsletter.